Dietas

Neste tópico iremos falar de diferentes tipos de dietas e de características próprias de cada uma. Venham connosco descobri-las! 😀

Iremos apresentar aqui as dietas:

  • Vegetariana;
  • Mediterrânea;
  • Paleolítica;
  • Sem glúten e/ou sem lactose;
  • Atkins.

Se tens curiosidade por alguma delas, de seguida iremos falar de cada uma em particular, mas é claro que existem muitas outras dietas nós temos estas pois achámos que são bastantes interessantes.


Vegetariana

De um modo generalista a dieta vegetariana  representa uma dieta que utiliza predominantemente produtos de origem vegetal. Neste padrão de consumo alimentar a carne e o peixe encontram-se excluídos, mas pode incluir-se os ovos ou lacticínios.

Existem vários motivos que têm levado a população a adotar uma alimentação vegetariana, como por exemplos motivos éticos, ambientais, religiosos ou de saúde.

Vantagens

  • Diminui os níveis de colesterol;
  • Reduz as dores de artrite.

Desvantagens

  • Carência de proteína;
  • Carência de ácidos gordos essenciais;
  • Carência em vitamina B12;
  • Carência de ferro.

Se tiveres interesse nesta dieta procura mais no site da Associação Vegetariana Portuguesa, pois eles estão especializados no assunto e com certeza que poderão esclarecer todas as questões que tenhas.

Este é o logótipo deles. Neste botão vais para o site.


Mediterrânea

Surgiu do sul da Europa, mais concretamente na Grécia e sul da Itália. Atualmente, Espanha, sul da França e Portugal também estão incluídos. O destaque está em muitos alimentos como os vegetais, frutas frescas, feijão, nozes, grãos integrais, sementes, azeite como principal fonte de gorduras alimentares. Queijos e iogurtes são os principais alimentos lácteos. A dieta inclui quantidades moderadas de peixe e aves, até cerca de quatro ovos por semana, pequenas quantidades de carne vermelha e quantidades baixas a moderadas de vinho.

Deste modo, a dieta baseia-se no consumo de alimentos frescos e naturais, sendo necessário evitar produtos industrializados como salsicha, comida congelada e bolos em pó.

Principais alimentos que entram na dieta Mediterrânea:

  • Vegetais e frutas;
  • Castanhas e sementes (ex.: amêndoas, nozes, sementes de girassol, nozes);
  • Cereais integrais;
  • Gorduras saudáveis (ex.: azeite, óleo de abacate, abacate, azeitona);
  • Aves (peru, frango e pato), Peixes (salmão, atum) e Frutos do mar (camarão, caranguejo);
  • Queijos, Leites e iogurtes com baixo teor de gordura;
  • Ervas e temperos (ex.: alho, manjericão, hortelã, alecrim, noz-moscada);
  • Vinho (tem potencial antioxidante, o vinho é permitido, com moderação);
  • Café e Chá.

Paleolítica

A dieta paleolítica, também conhecida como dieta paleo, é um tipo de alimentação cujos fundamentos se baseiam nos regimes alimentares dos nossos ancestrais, portanto, como se alimentavam na idade das pedras, que se baseava na caça, de modo que 19 a 35% da dieta é composta por proteínas, 22 a 40% de carboidratos e 28 a 47% de gorduras.

Vantagens

  • Alta ingestão de antioxidantes, fibras, vitaminas e baixa ingestão de sal;
  • Mudança do estilo de vida como um todo: elimina o tabagismo (e o alcoolismo) e incentiva a prática de exercícios físicos.

Desvantagens

  • A exclusão de leites e derivados pode levar à deficiência de cálcio, por estes serem as principais fontes;
  • As opções bem restritas dificultam o convívio social, então, será difícil levá-la para fora de casa.

O que podes comer:

  • Vegetais (acelga, rúcula, alface e espinafre…);
  • Legumes (cenoura, pimentão, abobrinha, abóbora e beringela, etc);
  • Raízes e tubérculos (batata, batata doce, inhame, mandioca);
  • Fruta (maçã, pera, banana, laranja e abacaxi, etc);
  • Carnes com baixo teor de gordura (peixes, mariscos, rã, frango, peru, carne de cordeiro, carne de cabra, fígado, língua e tutano);
  • Frutos secos (amêndoas, castanha, castanha de caju, avelãs, nozes, pistache, macadâmia, abóbora …);
  • Gorduras ( azeite, abacate e linhaça);
  • Café e chás (1 vez por dia e sem açúcar).

O que deves evitar:

  • Cereais e alimentos que os contenham (arroz, trigo, aveia, cevada, quinoa e milho);
  • Grãos (feijão, amendoim, soja e todos os produtos, como tofu, ervilhas e lentilhas);
  • Açúcares e qualquer alimento ou preparação que contenha açúcar, como biscoitos, bolos, sucos pasteurizados e refrigerantes;
  • Leite e derivados (queijos, iogurtes, creme de leite, leite condensado, manteiga e sorvete);
  • Alimentos processados e empacotados;
  • Carnes gordurosas (bacon, mortadela, salsicha, pele de peru e de frango, presunto, calabresa, salame, conservas de carne, porco e costelinha);
  • Sal e alimentos que o contenham.

Sem Glúten / Sem Lactose

Para quem tem problemas de intolerância tanto à lactose quanto ao glúten, eliminá-los da dieta pode representar um fator fulcral para ter mais qualidade de vida. E quem não tem, pode encontrar benefícios na realização destas dietas.

Hoje em dia já existem selos que identifica os produtos sem glúten e os produtos sem lactose.

Como retirar o glúten da dieta

Para retirar o glúten da dieta, deve-se evitar o consumo de alimentos que contenham trigo, cevada ou centeio, como pães, bolos, macarrão, biscoitos e tortas.

Para substituir a farinha de trigo, que é a principal fonte de glúten da dieta, pode-se utilizar a farinha de arroz, a fécula de batata e o polvilho para fazer pães e bolos, por exemplo. Também se pode usar “farinhas” de frutos secos como amêndoa e avelã.

Como retirar a lactose da dieta

Para retirar a lactose da dieta deve-se evitar o consumo de leite de animais e seus derivados, preferindo a compra de leites vegetais, como o leite de soja e de amêndoas, ou o leite sem lactose.

Além disso, pode-se consumir iogurtes e queijos à base de soja, o tofu. Em geral os iogurtes feitos com leite também têm baixos níveis de lactose.


Atkins

A dieta Atkins, também conhecida como dieta da proteína, foi criada pelo cardiologista norte-americano Dr. Robert Atkins, e tem como base a restrição do consumo de hidratos de carbono e o aumento do consumo de proteínas e gorduras ao longo do dia.  A intenção é que o organismo utilize a gordura acumulada de modo a produzir energia para as células, o que leva à perda de peso e a um melhor controle da glicémia e dos níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue.

Os alimentos permitidos na dieta Atkins são aqueles que não têm carboidratos ou que possuem uma quantidade muito reduzida desse nutriente, como ovo, carne, peixe, frango, queijo, manteiga, azeite, castanhas e sementes, por exemplo.


Esta pirâmide mostra como a dieta Atkins está organizada. Foi retirada do site

https://claudia.abril.com.br/dieta/o-melhor-e-o-pior-de-12-tipos-diferentes-de-dietas/